Dicas para evitar que seu smartphone seja roubado






Se você é daqueles que guarda praticamente sua vida inteira em um smartphone sabe a importância que estes mimos caros e sofisticados têm no dia a dia, seja para eternizar um momento, para saber as novidades nas redes sociais ou simplesmente ouvir a voz de quem se ama – sim, porque isso não há Whatsapp que substitua. Só que esses aparelhinhos são também o objeto de desejo da bandidagem por causa da sua facilidade de revenda.



 Se você não estiver muito esperto, em menos de 1 segundo o aparelho muda de mãos, rapidinho: Só no Rio e em São Paulo foram roubados 38.265 aparelhos em 2014, de acordo com os dados das secretarias de Segurança Pública dos dois estados. E aí é chorar e correr para bloquear tudo para, pelo menos, não deixar o marginal roubar seus dados. Quando não tem jeito, quem tem seguro para Smartphone pelo menos não fica no prejuízo financeiro, mas o melhor mesmo é tomar algumas precauções para evitar esse transtorno.Veja 6 dicas para evitar que seu smartphone seja roubado.




1 – Evite os aparelhos mais visados

Como evitar que celular seja roubado

 De acordo com os dados das secretarias de Segurança Pública de São Paulo e do Rio de Janeiro (www.ssp.sp.gov.br e www.rj.gov.br/seseg) os dois estados têm juntos seis celulares roubados por hora, pelo menos de acordo com as estatísticas oficiais, porque as próprias secretarias admitem que apenas 53% das pessoas que tiveram seus smartphones furtados ou roubados em 2014 deram queixa na polícia.

 O cruzamento de dados de ambas as secretarias com os do site colaborativo Onde Fui Roubado mostra que os iPhones, especialmente o 6 e o 6 Plus, e a família GalaxyS são os mais roubados, seguidos pelo Moto G e pelos modelos Xperia mais caros. Bom, talvez seja pedir demais evitar os aparelhos mais visados, então a saída é fazer um seguro  para seu smartphone e prestar ainda mais atenção nas próximas dicas.



2 –Transforme seu aparelho em um mestre do disfarce


 Parece até brincadeira de espião, mas o assunto é sério e cada vez mais pessoas têm aderido à prática de disfarçar seus smartphones. Afinal, não precisa sair mostrando por aí que você acabou de comprar um aparelho caro, não é mesmo? Ostentação é feio e só serve para atrair ladrão. A dica é apostar nas capinhas, elas dão uma boa escondida na marca e no modelo do aparelho, deixando-o menos visado – o que não significa, é claro, que ele vá ficar invisível. Mas seja esperto, use capinhas que não deem dica de qual é o seu aparelho, portanto nada de maçãzinha aparecendo que é um verdadeiro chamariz pra ladrão. E continue mantendo os demais cuidados, mesmo com ele disfarçado.



3 – Lugar de telefone é na bolsa


 Adolescente adora andar com o smartphone no bolso da calça jeans ou na mão de um lado para o outro, um prato cheio para qualquer malandro passar correndo e em meio segundo desaparecer com ele em meio aos carros. Lugar de telefone é na bolsa. Para os rapazes que não estiverem com mochila a dica é colocá-lo no bolso da frente da camisa e, em último caso, no bolso da frente da calça, porque ali também há chances de cair ou ser roubado.



4 – Atenda a uma chamada em um lugar seguro


 Se o telefone tocar, nada de atende-lo no meio da rua, isso é, literalmente, a maior roubada. Nem vá abrindo a bolsa enquanto ele toca, porque quem estiver de olho em você vai logo perceber que atenderá o telefone. Enquanto ele toca vá se encaminhando para uma loja ou qualquer estabelecimento comercial, entre, e só então atenda à chamada. O ideal é deixa-lo sempre no modo vibratório, assim só você sabe quando ele tocar.



4 – Cuidado também quando estiver no carro


 No ônibus ou no carro, evite ao máximo falar ao telefone com a janela aberta. Claro, dirigindo nem pensar – é infração média prevista em lei mesmo com fones de ouvido (artigos 252 § V e V do CTB e resolução 371/10 do Contran) -mas procure não deixar o equipamento à mostra. É comum em engarrafamentos querer bater aquele papinho, a hora perfeita para o marginal passar de moto e levar seu celular com ele. Janela fechada, sempre. Também não o deixe no carro estacionado de forma a chamar a atenção. Se quiser deixar no carro coloque-o no porta-luvas ou em qualquer porta-treco.



5 –Use aquele celular velho quando for a determinados lugares


 Em todas as cidades há bairros mais perigosos do que outros, então se você sabe que terá que passar por algum deles, deixe o celular novo e bonitão em casa e leve aquele velhinho. Ninguém vai morrer por ficar longe do amigão por um tempo. Essa é uma boa opção também para eventos e lugares muito cheios, como festas e shows, ou públicos, como a praia, por exemplo.



6 – Se acontecer, mantenha a calma



 Às vezes não tem jeito, por mais que se evite o roubo acaba acontecendo mesmo. Nesse caso, procure manter a calma e nunca discuta com o assaltante. Lembre-se que, por mais querido e caro que seja o aparelho, ele é só isso mesmo, um aparelho, que você pode colocar no seguro e conseguir outro igualzinho, sem custo nenhum. Não vale a pena colocar sua vida em risco se de qualquer telefone você aciona o seguro em pouco tempo e sem burocracia seu prejuízo é compensado. Afinal, ele existe para isso.


2 comentários